Compliance em logística: tudo o que você precisa saber

Chegou a hora de você conhecer o compliance em logística de maneira direta e descomplicada. Topa? No conteúdo de hoje explicaremos tudo para você. Desde a apresentação do conceito, mostrando para que ele serve e os benefícios de sua aplicação. Aproveite a leitura para tirar dúvidas e mergulhar de cabeça nessa tendência com alto poder de transformação do seu processo.

O que é compliance em logística?

O termo compliance significa conformidade, ou seja, estar de acordo com o que determina tanto as leis e requisitos externos quanto às normas da própria empresa. Cumprir essas regras viabiliza a operação. Além de, muitas vezes, a prática representar a autorização de funcionamento do negócio, em outros momentos vão ser alcançados ganhos como economia, segurança e otimização.

Ao voltarmos o olhar para a compliance em logística, estamos falando de condições que impactam, especificamente, a distribuição e o transporte de mercadorias. A área demanda que seus profissionais cumpram determinadas burocracias, visando a eficiência do processo.

Conhecer todos os protocolos internos e externos vai fazer toda a diferença nos resultados do negócio. As consequências de ignorar as determinações legais vão desde multas, prejuízos e extravios de mercadorias até a insatisfação do cliente. A importância do tema é tão alta que muitas organizações têm investido na criação de setores, com colaboradores especializados em compliance em logística. Eles monitoram e se adequam a todas as normas pertinentes.

Para que serve o compliance na logística?

O compliance em logística tem cinco objetivos principais. O primeiro deles consiste na identificação de problemas. Afinal, cumprir normas envolve revisar sua operação em detalhes. Se algo não está certo, vai aparecer. Em seguida, destacamos o caráter preventivo da prática. Ao descobrir irregularidades, você impedirá que adversidades se desenvolvam.

O terceiro propósito é o de monitoramento. O que fazer depois de descobrir um problema e corrigir a questão? Acompanhá-lo de perto para que os resultados esperados sejam atingidos. Na sequência, ressaltamos o preparo para resolução de imprevistos. Mesmo com ações preventivas, situações não planejadas podem acontecer. Mas se você tiver conhecimento de normas, processos e dos pormenores da operação, o jogo de cintura será uma habilidade usada com naturalidade.

Ou último objetivo refere-se a formação de uma unidade na empresa. Todos os empregados devem caminhar juntos, unidos pelo propósito de tornar o ambiente de trabalho seguro, ágil e eficiente.

O que você ganha com a prática?

Para começar, elimina dores de cabeça. Quer tranquilidade melhor do que estar em dia com a legislação? O tratamento de dados de clientes que receberã0 as mercadorias, por exemplo, é uma demanda que o setor de compliance assume, afim de não quebrar o sigilo das informações pessoais (protegidos por lei).

O aumento da credibilidade é outro ponto. Clientes investidores, novos profissionais e parceiros querem se associar apenas com organizações éticas com uma forte política de compliance. A regularidade garante a idoneidade do negócio.

Você terá, também, um time comprometido, que internaliza os valores e a cultura da empresa. Recomendamos que o profissional à frente do compliance em logística elabore um código de conduta, apresentando comportamentos específicos das tarefas de distribuição dos produtos. Reuniões, cursos e treinamentos que tratem sobre o tema, bem como auditorias internas dão conta de manter os colaboradores cientes do compromisso que assumiram.

Compliance em logística é para todos! Esperamos que tenha aproveitado o conteúdo. A nossa intenção é contribuir para que a sua operação fique ainda melhor, atingindo patamares elevados.

Entre em contato conosco 📞 (35) 3421-4657 ou 📲 (35) 99903-4786 e conheça nossas soluções em logística.

Gostou do post de hoje? Então, continue acompanhando nosso blog, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de mais conteúdos como este.

Compartilhe

Deixe um comentário